A Meu Respeito - Interesses - FavoritosGaleria de Fotografias -ComentáriosHome
Interesses Postulados
 

Postulado 9

Voltar Home Acima Avançar

Conselho 484.

Brás, São Paulo, 19 de setembro de 2004.

 Ester 6
(todos versículos)

 

           O rei lê as crônicas e determina honrar Mardoqueu

1 NAQUELA mesma noite fugiu o sono do rei; então mandou trazer o livro das memórias das crônicas, e se leram diante do rei. 2 E achou-se escrito que Mardoqueu tinha dado notícia Bigtã e de Teres, dois eunucos do rei, dos da guarda da porta, de que procuraram pôr as mãos no rei Assuero. 3 Então disse o rei: Que honra e galardão se deu por isto a Mardoqueu? E os mancebos do rei, seus servos, disseram: Cousa nenhuma se lhe fez. 4 Então disse o rei: Quem está no pátio? E Hamã tinha entrado no pátio exterior do rei, para dizer ao rei que enforcassem a Mardoqueu na forca que lhe tinha preparado. 5 E os mancebos do rei lhe disseram: Eis que Hamã está no pátio. E disse o rei que entrasse. 6 E, entrando Hamã, o rei lhe disse: Que se fará ao homem de cuja honra o rei se agrada? Então Hamã disse no seu coração: De quem se agradaria o rei para lhe fazer honra mais do que a mim? 7 Pelo que disse Hamã ao rei: O homem de cuja honra o rei se agrada, 8 Tragam a veste real de que o rei se costuma vestir, monte também o cavalo em que o rei costuma andar montado, e ponha-se-lhe a coroa real na sua cabeça; 9 E entregue-se o vestido e o cavalo, à mão dum dos príncipes do rei, dos maiores senhores, e vistam dele aquele homem de cuja honra se agrada; e levem-no a cavalo pelas ruas da cidade, e apregoe-se diante dele: Assim se fará ao homem de cuja honra o rei se agrada! 10 Então disse o rei a Hamã: Apressa-te, toma o vestido e o cavalo, como disseste, e faze assim para com o judeu Mardoqueu, que está assentado à porta do rei; e cousa nenhuma deixes cair de tudo quanto disseste. 11 E Hamã tomou o vestido e o cavalo, e vestiu a Mardoqueu, e o levou a cavalo pelas ruas da cidade, e apregoou diante dele: Assim se fará ao homem de cuja honra o rei se agrada! 12 Depois disto Mardoqueu voltou para a porta do rei; porém Hamã se retirou correndo a sua casa, anojado, e coberta a cabeça. 13 E contou Hamã a Zeres, sua mulher, e a todos os seus amigos, tudo quanto lhe tinha sucedido. Então os seus sábios, e Zeres, sua mulher, lhe disseram: Se Mardoqueu, diante de quem já começaste a cair, é da semente dos judeus, não prevalecerás contra ele, antes certamente cairás perante ele. 14 Estando eles ainda falando com ele, chegaram os eunucos do rei, e se apressaram a levar Hamã ao banquete que Ester preparara.

 

Conforme tópico n.º 12 da Assembleia de 2016: Os ensinamentos da exortação da Palavra não serão mais publicados.
Deus seja louvado. Amém.
Glória a Deus! Glória a Jesus!

Hinos:

          Hino do Silêncio: 344. Irmãos, avante, avante!
          343. Cantemos, juntos, louvores a Deus
          232. Venho à Casa do Senhor
          180. Se muitos soubessem...
          221. Igual ao Mestre!
          256. Ó minha alma, por que te abates?
          155. Irmãos amados, sempre avante!
 

 

Fonte: Bíblia Sagrada. Nota: culto presidido e exortação da Palavra efetuada pelo irmão G.O. ancião do Brás. Organização: Geografia na Internet: www.geogeral.com/

Nota: Página originalmente publicada em 2004. São Paulo, 29 de setembro de 2004. Organização: Geografia na Internet: www.geogeral.com/

Home P90482 P90483 P90484 P90485

Home

Voltar Home Acima Avançar

Registros de edições desta página:
São Paulo, 29 de setembro de 2004. Nota: Segundo Conselho de Palavra Publicado no Sítio de Geografia!!!
São Paulo, 16 de setembro de 2012.
São Paulo, 13 de abril de 2015.
São Paulo, 17 de agosto de 2016. Nota: Retirada a publicação da exortação.
São Paulo, 18 de agosto de 2016.
Organização: Geografia na Internet: www.geogeral.com

Esta página foi atualizada em 18/08/16

Este sítio está no ar desde 15/05/01

© - 2001-2004 Geografia na Internet: http://www.geogeral.com/